Peres explica dívidas do Santos na Fifa e se irrita por comparações com o Cruzeiro

Santos tem dívidas na Fifa e está proibido de registrar novos jogadores

há 13 dias

O Santos está impedido de fazer novas contratações por uma punição imposta pela Fifa em função da dívida com o Hamburgo, da Alemanha, pela aquisição de Cleber Reis, hoje na Ponte Preta. O clube ainda tem pendências financeiras com Atlético Nacional, da Colômbia, Huachipato, do Chile, e Club Brugge, da Bélgica, por causa das contratações de Felipe Aguilar, Yeferson Soteldo e Luan Peres, respectivamente.
Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Apesar da situação financeira do Santos ser complicada, ainda mais agora com a pandemia do coronavírus, o presidente José Carlos Peres se mostrou otimista e afirmou que o clube está perto de entrar em acordo com o Hamburgo por dívida de Cleber Reis. Além disso, ele revelou que o Huachipato vai retirar a ação na Fifa contra o Peixe.

“Uma das dívidas, a maior de todas, é com o Hamburgo pela compra do Cleber Reis. Já tínhamos que ter pago 2,5 milhões de euros, mas vieram com uma multa absurda de um terço disso, além dos juros. Acertamos esse valor principal, vamos pagar, e estamos arrumando forma de emprestar jogador para pagar multa e juros. Tivemos reunião ontem e hoje e caminha para uma solução. E temos os débitos com Atlético Nacional e Brugge e a do Soteldo, que acertei acordo com o Huachipato e vão retirar da Fifa”, disse o dirigente santista, na última quinta-feira (21), em entrevista ao canal Bandsports.

Peres também se irritou com as comparações entre Santos e Cruzeiro, que nesta semana foi punido pela Fifa por causa de uma dívida de 850 mil euros (R$ 5 milhões na cotação atual) com o Al Wahda, dos Emirados Árabes. O clube mineiro vai começar o Brasileirão Série B com seis pontos a menos.

“Se acertarmos, e estamos acertando, limpamos e ficamos tranquilos. Nossa situação é bem diferente do Cruzeiro, mas querem comparar, dizem que o Cruzeiro é o Santos de amanhã. É gente que não sabe e quer criticar sem conhecimento. Quando vendermos (algum jogador), colocamos a situação em dia. Baque do Santos não é tão grande como de outros times com folha absurda” finalizou o presidente do Santos.

Fonte: Torcedores