Sport repassa joias para Flamengo, Corinthians e Atlético; saiba mais!

A paralisação causada pelo Covid-19 atingiu a base do Sport, que irá negociar alguns dos seus jogadores mantendo percentuais vislumbrando vendas futuras

há 13 dias

Com a pandemia do coronavírus, o Sport intensificou uma prática adotada desde a temporada passada: ceder promessas da sua base para outros clubes. Com a categoria agora paralisada, o Rubro-Negro buscou parcerias com FlamengoCorinthians e Atlético.

Milton Bivar, presidente do Sport, deu mais detalhes sobre o assunto. Segundo ele, o Leão terá a uma porcentagem já definida caso estes garotos sejam negociados.

“Tem três jogadores acertados com o Flamengo e um sendo negociado com o Corinthians. Vínhamos fazendo algumas parcerias com outros clubes, emprestando jogadores. A maioria vai sair agora. Nesse aspecto, também vai ser bom para o Sport. Eles vão para lá estabelecidos que qualquer venda nós temos direito à 40%. A esperança é que eles deem certo e façam um bom dinheiro para a gente também”, disse ao Globoesporte.com

Ainda de acordo com a publicação, o goleiro Kawe, do Sub-15  leonino é um dos que irão para o Flamengo. O Galo, por sua vez, receberia os atacantes Júlio César (Sub-17) e Kedson (Sub-15), além do lateral-direito Ítalo Lucas (Sub-15).

“Não falamos em nomes. Quando estiver tudo assinado e tivermos discutido com atletas, pais e clubes, ficamos mais tranquilos para conversar sobre isso. É um dos meus deveres. Acertamos verbalmente, houve troca de e-mails e agora está na confecção do contrato. Ainda não está assinado”, explica Rodrigo Dias, coordenador da base do Sport.

No caso do Atlético, por exemplo, os garotos fariam parte de uma contrapartida pelos negócios envolvendo o zagueiro Maidana, o lateral-direito Patric e o meia Bruninho, contratos pelo time pernambucano.

O bom relacionamento com os mineiros se deu ainda pelo negócio com Jair, em que o Sport aceitou liberar o volante em troca de uma quitação de dívida com o jogador.

“Quando nós fizemos as tratativas lá atrás, sobre o Jair, eu estabeleci um bom relacionamento com o presidente do Atlético-MG, e ele falou que a gente desse preferência de juniores que pudessem ir para lá”, lembra Bivar.